Proteja seu coração: como evitar as doenças cardiovasculares

As doenças cardiovasculares são uma das principais causas de morte em todo o mundo. No Brasil, apenas no ano de 2016, ocorreram quase 350.000 mortes em decorrência desta doença, segundo dados do Sistema Público de Saúde (DATASUS).

Proteja seu coração: como evitar as doenças cardiovasculares

Para a Sociedade Brasileira de Cardiologia, a probabilidade de um indivíduo desenvolver alguma doença cardiovascular pode aumentar devido a alguns fatores de risco como idade, histórico familiar ou sexo. Por isso, é preciso prevenir o aparecimento de futuros problemas cardiovasculares.

6 dicas para proteger o seu coração

Você sabia que é possível evitar doenças como hipertensão, aterosclerose, infarto ou AVC? Veja como, a seguir.

1. Fuja do cigarro

Fumar é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Os produtos químicos presentes no cigarro podem danificar o coração e os vasos sanguíneos, levando a um estreitamento das artérias e, consequentemente, ao infarto.
O monóxido de carbono na fumaça dos cigarros, por exemplo, substitui parte do oxigênio no sangue, aumentando a pressão arterial e os batimentos cardíacos, forçando o coração a trabalhar mais para fornecer oxigênio suficiente.

2. Pratique exercícios

Os exercícios físicos ajudam a controlar o peso e melhoram a circulação sanguínea. Atividades como natação ou caminhada, por exemplo, devem ser praticadas durante 30 a 60 minutos, de 2 a 3 vezes por semana.

Outras atividades como jardinagem, limpar a casa, subir e descer escadas ou passear com o cão ou o bebê, também ajudam a reduzir o risco de doenças cardiovasculares. Invista!

3. Saúde começa pela boca

Para prevenir o aparecimento de doenças do coração, é importante evitar ou reduzir o consumo de alimentos com gordura saturada ou gordura trans, que são os dois tipos de gordura prejudiciais à saúde.
Evite ou diminua o consumo de carnes vermelhas, queijos gordurosos, molhos, embutidos, frituras, doces, refrigerantes, temperos e margarina. Em paralelo, aumente o consumo de frutas, vegetais, soja, linhaça, abacate, peixes, nozes, azeitonas e azeite de oliva.

4. Controle o peso

O excesso de peso é um dos principais vilões do seu coração. Ele está associado à pressão arterial elevada, colesterol alto ou diabetes, aumentando o risco de doenças cardiovasculares, como derrame ou infarto.
Para verificar se você está no peso ideal, calcule o índice de massa corporal (IMC), que deve estar 18,5 e 24,9 Kg/m2. Para calcular o seu IMC.

5. Controle a pressão arterial, o colesterol e a diabetes

Pressão arterial elevada, colesterol alto e diabetes podem danificar o coração e os vasos sanguíneos. Eles aumentam o risco de infarto, AVC ou insuficiência cardíaca, por exemplo.
É importante manter a pressão arterial normal, ou seja, até 139 x 89 mmHg. Já o colesterol total deve ser inferior a 200 mg/dl e a glicemia, isto é, o açúcar no sangue em jejum inferior a 99 mg/dL.

6. Durma bem e controle o estresse

Uma boa noite de sono previne doenças como obesidade, hipertensão arterial, infarto, diabetes ou depressão. Por isso, os adultos devem ter cerca de sete a oito horas de sono por noite, além de deitar-se e acordar no mesmo horário todos os dias.

Já o estresse pode fazer com que o coração bata mais rápido, fazendo com que artérias e veias fiquem mais duras, diminuindo o fluxo de sangue. Desta forma, procure levar uma vida mais tranquila. Recorra a massagens, técnicas ou exercícios de relaxamento, como o yoga.

DE OLHO NO COLESTEROL!

O colesterol é uma gordura considerada essencial para o bom funcionamento do organismo. Entretanto, quando atinge níveis elevados, ele se deposita nas paredes internas das artérias, evoluindo para obstrução parcial ou total dos vasos, tornando-se a principal causa do AVC.

Existem dois tipos dessa gordura: o bom, chamado de HDL; e o colesterol ruim, denominado LDL. Entenda a diferença entre eles:

HDL – Colesterol bom – tem a função de encaminhar o colesterol ruim ao fígado, para que ele seja metabolizado e eliminado do organismo.

LDL – Colesterol ruim – famoso por levar o acúmulo de placas de gordura nas paredes internas das artérias, reduzindo a passagem do sangue para os órgãos, o que leva ao surgimento de doenças cardiovasculares como infarto e derrame, por exemplo.

Ao contrário do que se pensa, o colesterol alto não está ligado à obesidade, mas à má alimentação e à falta de atividade física. Além disso, existem pacientes com predisposição genética a taxas elevadas de colesterol.

Gostou das dicas? Aqui na CLIVALEMAIS contamos com uma equipe preparada para te ajudar a ter um coração mais sadio. Marque sua consulta.

SOBRE A CLIVALEMAIS

Há 78 anos iniciamos nossa história e nosso objetivo era um só: oferecer à população de Salvador um atendimento clínico de qualidade, com preço acessível. A CLIVALEMAIS investe constantemente em equipamentos de ponta, em métodos atualizados e avançados, além de contar com um com os melhores profissionais. Acompanhando os avanços da ciência e da tecnologia, nossa clínica conquistou ao longo desses anos o respeito e a admiração dos baianos.